Relatório de Qualidade- Ensaios Realizados

– Resistência Mecânica ;

– Resistência Elétrica ; – Tensão / Corrente de Trabalho;

– Corrente de Fuga ;

– Resistência de Isolação ;

– Faixa de Temperatura de trabalho ;

– Durabilidade ( Ensaio de Vida – Funcionamento ) ;

– Proteção contra a penetração de água ;

– Proteção contra efeitos em caso de trabalho em ambientes com umidade excessiva

Resultados

Resistência Mecânica

As amostras ensaiadas foram mantidas em um ambiente com Umidade de 60 % e temperatura igual a 22 ºC. Após o condicionamento de 24 horas, as amostras foram submetidas a um impacto de 1 Joule aplicada nas extremidades do conector e no centro do conector ( na região da rosca de conexão das partes do conector ). Após a aplicação do Impacto as amostras foram submetidas a inspeção visual a fim de verificar possíveis danos nas amostras. As amostras submetidas ao ensaio de impacto foram as seguintes:

Após o Impacto de 1 Joule provocado, as amostras foram submetidas a Inspeção visual e não foram observadas alterações em suas características físicas/mecânicas.

Resistência Elétrica

As amostras ensaiadas foram mantidas em um ambiente com Umidade de 60 % e temperatura igual a 22 ºC. Após o condicionamento de 24 horas, as amostras foram submetidas a medição de resistência elétrica entre a entrada e a saída dos conectores a fim de observar a resistência elétrica dos terminais e assim determinar se as resistências elétricas apresentam valores a níveis baixos a ponto de não interferirem em termos de perdas elétricas em casos de ligação dos conectores.

Em ambos os modelos ensaiados, nas medições realizadas, foram encontrados valores de resistência de contato inferiores a 10 mOhms e assim todas as amostras apresentam valores baixos de resistência que não interferem em termos de perdas elétricas em caso de ligação.

Tensão / Corrente de Trabalho

As amostras ensaiadas foram mantidas em um ambiente com Umidade de 61 % e temperatura igual a 22,5 ºC. Após o condicionamento de 24 horas, as amostras foram submetidas a aplicação de sua corrente nominal em cada uma de suas vias de trabalho e esta circulação de corrente foi mantida até a estabilização da temperatura e assim até a estabilização das amostras o que comprova que as amostras suportam as suas correntes nominais declaradas. Corrente aplicada em cada via de contato das amostras ensaiadas: 01,03 e 10 Amperes

Em ambos os modelos de conectores ensaiados e nos quais aplicamos as suas correntes nominais em todas as vias de ligação não foram observados problemas decorrentes da circulação de suas correntes nominais.

Corrente de Fuga

As amostras ensaiadas foram mantidas em um ambiente com Umidade de 61 % e temperatura igual a 23 ºC. Após o condicionamento de 24 horas, as amostras foram submetidas a aplicação de tensão de 500 Volts e realizamos medição de corrente de fuga entre as vias condutoras de corrente e a carcaça dos conectores e realizamos a medição de corrente de fuga existente.

Em todas as medições realizadas, foram encontrados valores de corrente de fuga inferiores a 10 uA e assim todas as amostras apresentam valores corrente de fuga baixos e que não indicam qualquer problema de isolação nas vias dos conectores.

Resistência de Isolação

As amostras ensaiadas foram mantidas em um ambiente com Umidade de 55 % e temperatura igual a 23 ºC. Após o condicionamento de 24 horas, as amostras foram submetidas a medição de resistência de isolação com a aplicação de uma tensão de 1500 Volts e verificamos a possível ocorrência de ruptura da isolação entre vias e entre cada via e a carcaça dos conectores e realizamos a medição das resistências de isolação entre os pontos aplicados.

Em ambas as amostras ensaiadas, as medições realizadas onde foram aplicadas tensões de 1500 Volts , mediu-se resistências de isolação superiores a 1 G Ohms.

Faixa de Temperatura de trabalho

As amostras ensaiadas foram acondicionadas por 48 horas em suas temperaturas extremas de trabalho ( apresentadas abaixo ) e após este condicionamento as amostras foram submetidas novamente aos ensaios de medição de corrente de fuga e tensão suportável a fim de verificarmos possíveis alterações nas características das amostras devido alterações climáticas. As amostras submetidas ao ensaio de condicionamento de temperaturas extremas assim como as temperaturas de cada amostra estão citadas abaixo : Temperaturas : -40 e 150ºC

Em ambas as amostras ensaiadas, realizamos medições após o condicionamento em temperaturas extremas, os valores obtidos estão dentro dos valores esperados e sem alterações em relação aos valores obtidos quando as mesmas foram ensaiadas em condições de temperatura ambiente.

Durabilidade

As amostras separadas em duas partes “ conector Macho “ e “ Conector Fêmea “ foram submetidas ao ensaio de durabilidade de suas conexões onde em máquina com força apropriada as amostras foram submetidas ao ensaio de conexão e desconexão de suas partes por 10.000 ciclos e após o ensaio de vida as amostras foram verificadas quanto a manutenção de sua funcionalidade.

Após a realização do ensaio de durabilidade, as amostras foram submetidas a Inspeção visual e não foram observadas alterações em suas características físicas/mecânicas.

Teste de penetração de água

As amostras ensaiadas foram submetidas aos ensaios de Grau de proteção contra a penetração de água conforme especificações para a aprovação de Grau de proteção IP 60 e IP 67.

Após a realização dos ensaios de grau de proteção constatou-se que as amostras estão aprovadas quando submetidas aos ensaios de grau de proteção : IP 60 e IP 67

Ambientes com umidade excessiva

As amostras foram acondicionadas por 48 horas em câmara climática ajustada para uma temperatura de 25ºC e Umidade de 95 % de Umidade Relativa, e após este condicionamento as amostras foram submetidas aos ensaios de medição de corrente de fuga e tensão suportável a fim de verificarmos possíveis alterações nas características das amostras devido alterações climáticas.

Em todas as medições realizadas após o condicionamento em Umidade extrema , os valores obtidos estão dentro dos valores esperados e sem alterações em relação aos valores obtidos quando as mesmas foram ensaiadas em condições de temperatura ambiente.

100% dos conectores são testados individualmente!

Temos um controle de qualidade rigoroso, que testa todas as peças individualmente para fornecer conectores de qualidade para nossos clientes, são realizados testes de condutividade nos contatos(pinos), encaixes, roscas e teste visual.

teste-eletrico

Teste elétrico

teste-mecanico

Teste mecânico

teste-visual

Teste visual